Pages

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Como realizar trocas e reduções de marcha.


  Ola pessoal, neste post quero falar com vocês sobre a trocas e reduções das marcha, e coloquei umas ilustrações para que possam ver e entender melhor este mecanismo do veículo. O sistema de trocas de marcha nos veículos manuais é feito no modelo "H" como podem ver na imagem abaixo, e para que a troca seja feita de forma correta e na marcha desejada, é necessário mover a alavanca corretamente, e para isto, é também importante que você não faça força na mão ou braço e que não fique chacoalhando a alavanca também, pois não é necessário este movimento e ele te induz a fazer a marcha errada.


  Conforme a imagem mostrada, notem que tanto o avanço quanto a redução da marcha requer que sejam feitos os movimentos conforme mostra as flechas em "azul e vermelho" sendo que temos aí dois movimentos distintos, ou seja, o vermelho que será de lado e o azul que será para a frente ou atrás. E as formas de trocas serão assim:
  1. Para fazer a 1ª marcha devemos puxar a alavanca para o lado e para frente.
  2. Troca de 1ª para 2ª marcha, puxa a alavanca para o lado esquerdo e para trás.
  3. Troca de 2ª para 3ª marcha, empurra a alavanca para a posição "ponto morto" e leva para a frente.
  4. Troca de 3ª para 4ª marcha, puxa a alavanca para trás até o fim do curso.
  5. Troca de 4ª para 5ª marcha, empurra a alavanca na posição "ponto morto", leva ela para a direita e depois para  a frente.
  Para as reduções das marchas é tudo mais fácil, pois é só fazer o caminho contrário e vai dar tudo certo, pois os movimentos são idênticos. E para não deixar de falar uma coisa óbvia, para trocas e reduções das marchas, é necessário o uso da embreagem, ou a mesma não vai dar certo, e outro cuidado básico é, não acelerar durante a troca, pois poderá ter uns solavancos ou até mesmo "cantar pneu" no asfalto, e o passo a passo das trocas serão assim:
  • 1° Pare de acelerar - 2° acione a embreagem até o final - 3° realize a troca da marcha - 4° libere a embreagem e volte a acelerar na sequência.
  Realize as trocas desta forma e nunca terá problemas,e toda vez que for soltar o pedal da embreagem, faça-o de forma progressiva sem liberar de uma vez só, pois o resultado deste movimento brusco é solavanco ou leva-lo a "morte", e quanto à colocar o carro em movimento, tenho um post falando sobre este assunto que podem acessar clicando aqui!.

  E nesta imagem abaixo, está uma das formas bastante comum dos iniciantes em condução fazerem trocas de marcha e a figura mostra na linha tracejada em vermelho, o que você não deve fazer, pois o movimento indicado aí, vai leva-lo a realizar a troca errada, porque a alavanca não está sendo movida no formato da letra "H", nota-se que é feito curvas e o resultado é a marcha errada, então aconselho a treinar este movimento com o carro parado para que possa aprender o movimento certo, e que faça sem olhar a alavanca, pois em movimento, não devemos olhar para a alavanca e perder a trajetória do carro. E com isto você irá treinar o seu cérebro e coordenação motora juntos, facilitando assim a utilização boa e correta deste dispositivo.


Segue aí as dicas para vocês, então é só treinar e colocar em prática o que foi explicado aqui, e lembrem-se que este dispositivo não requer de vocês força física e sim controle, movimento preciso e coordenação, e parem de trocar marchas com força pois a alavanca não precisa disto.



  Uma pequena dica para trocas de marcha nos motores 1.0 é você trabalhar mais ou menos assim:

  • 0km/H = 1ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 20 km/H = 2ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 30 km/H = 3ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 50 km/H = 4ª marcha;
  • E acima dos 70 km/H = 5ª marcha.
  E para uma boa troca, sempre espere ou faça o carro atingir estas velocidade acelerando-o, salvo em declives, pois o próprio faz o carro ganhar velocidade e em alguns casos é importante controlar a velocidade acionando o freio também, sendo necessário pouca aceleração, e tome maior cuidado com estas velocidade em aclives e lembre-se que nas duas situações, aclive/declive, a liberação da embreagem pode ser um pouco mais rápida também, visto que em um caso o carro ganha velocidade rápido e na outra perde.

  E quando estiver dirigindo e observar estas velocidades, notará um barulho maior no motor,  que costumamos dizer que o carro "está pedindo marcha", é como se o motor estivesse "sufocando", indicando assim a hora da troca de marcha, e notamos com mais facilidade este barulho nos declives, ou quando aceleramos forte de mais ou ainda que permaneçamos por muito tempo em uma única marcha. e o oposto de pedir redução de marcha é, quando pegamos um aclive ou por situação de trânsito e mantemos a mesma marcha no carro e percebemos que aceleramos forte e o carro não quer andar, e esta é a forma do carro "pedir" a redução da marcha para alguma menor e que seja proporcional a velocidade em que ficamos naquele momento ou quando estamos dirigindo e por motivo de trânsito e diminuição de nossa velocidade por algo que esteja forçando a nossa redução de velocidade, também devemos acompanhar esta redução com marcha proporcional a velocidade que ficamos. Então, são estas as duas formas do carro "pedir marcha para cima ou para baixo,ou seja, desenvolver ou reduzir marchas".

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Uso de celular X direção.


Além do valor e dos pontos na carteira, vejam o risco que corremos.
Segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso do celular é a principal distração no trânsito e aumenta em até 400% os riscos de acidente. 

domingo, 3 de agosto de 2014

Dialogo entre instrutor e aluno, dicas para primeira aula!

  
  Olá pessoal, um pequeno post com uma dica rápida e importante para vocês que estão com dificuldade com o aprendizado de direção e principalmente com os pedais.

  Primeira aula prática do candidato, levo o carro até um lugar tranquilo para o treinamento, estaciono e trocamos de lugar no veículo, e iniciamos com o treinamento. Passado instruções sobre o painel de instrumentos e comandos do veículo, tipo, onde liga o desembaçador, limpador do para brisas, faróis, etc e os pedais e as marchas, e vem aquela frase, "não consigo entender como isto funciona". risos! Faz parte pela expressão que sai do rosto de vocês! A vem a outra frase, "tudo bem, é assim mesmo, ninguém nasceu sabendo, e vamos lá então". Vamos por parte!

  É assim então:

Instrutor: Quantos pés você tem?
Aluno: resposta 2!
Instrutor: Quantos pedais tem para você usar? 
Aluno: resposta 3!
Aluno: Como vou fazer agora? 
Instrutor: Simples, o pé direito vai acelerar e frear, e o pé esquerdo só para a embreagem!
Aluno: Como vou usar a embreagem?
Instrutor: resposta: Assim, a embreagem deverá ser usada em 3 situações: 1 - colocar o carro em movimento, 2 - trocar as marchas, 3 - parar o veículo, mas não é freio tá!
Aluno: O que farei com o freio? 
Instrutor: resposta: Bom, o freio é mais fácil, vai usar em 2 situações, 1 - diminuir a velocidade, 2 - parar o carro.
Aluno: E o acelerador? 
Instrutor: resposta, fazer o motor girar mais rápido!

Resumo: dois pés e três pedais. 3 Pedais:acelerador = 1 função, freio = 2 funções, embreagem = 3 funções.

Agora as marchas, 3 funções, 1- levar o carro para á frente, 2 - aumentar á velocidade, 3 levar o carro para trás.

Aluno: Ah tá, entendi agora!
Instrutor: Legal! Vamos começar a brincadeira agora!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Atenção e Previsão ao volante.



Olá pessoal, neste post que falar e mostrar uns vídeos sobre este assunto que é muito negligenciado pelos condutores no trânsito, e que são dois elementos da Direção e Pilotagem defensiva, que são a atenção e a previsão, que no meu ponto de vista, são itens de fundamental importância para uma condução segura como é definido pelo código.

O condutor defensivo é aquele que conhece e pratica as técnicas, e que esta sempre atente a tudo o que acontece a sua volta à nível de trânsito, sinalização e ao comportamento de todos os usuários da via. Agora, quero que veja este vídeo, ele contem imagens forte, mas que são importante para que possamos avaliar os riscos e as consequências da nossa negligencia ao conduzir um carro ou uma moto, quando não nos importamos com a segurança.

video

  Pesado não é? Mas o que aconteceu aqui? Vou narrar as minha observações sobre esta gravação, e que por sinal, este é um tipo de situação bastante comum nas nossa ruas, e com uma consequência cruel.
  O que acontece aqui é, que a pessoa vem com seu carro e vê que o trânsito está parado, e como ele é "espertinho" e vê que tem uma faixa livre, ele pensa e decide, "é por ali que vou passar", e esquece que se o trânsito parou, é por algum motivo, aí ele desvia de tudo sem pensar que algo pode acontecer, e o resultado é este.

video


   Então pessoal, a ora que vocês estiverem trafegando de carro ou moto numa via e por algum motivo o trânsito e os veículos começarem a parar, não desvie simplesmente, veja antes o que está acontecendo para só então tomar a decisão de fazer algo, para não prejudicar sua vida ou a dos outro que estão na via com você.