Pages

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Dicas para espaço e tempo ao volante.

Dicas para ganhar espaço e tempo para realizar reduções de marchas.

Olá pessoal, neste post quero passar algumas dicas para vocês sobre este procedimento, ao longo do tempo que ministro aulas práticas, noto a dificuldade que os novatos tem desta manobra de redução, entram em desespero, se perdem e ficam sem saber o que fazer e acabam errando os procedimentos da redução.

Então vamos lá para o passo a passo da redução:
  • 1 - diminuir a velocidades acionando o freio de serviço do carro, neste momento mantenha o controle da velocidade do carro, acionando mais ou liberando a pressão do seu pé sobre o pedal.
  • 2 - acionar a embreagem total
  • 3 - diminuir a marcha da 3° para a 2°, ou da 4° para 3°.
  • 4 - libere a embreagem e realize a manobra.
Está aí o procedimento que deve ser realizado ante de passar por uma lombada, fazer uma conversão em que a preferência de passagem seja sua, passar por um buraco ou até mesmo quando ou fixo de veículos na via força sua diminuição de velocidade. Mas o ponto principal aqui é, na lombada e a conversão, porém a mais complicada delas é sem dúvidas a conversão, pois está é a que está fora do nosso controle pois todas as demais, estam ocorre do na nossa via e a nossa frente e nós determinamos e administramos todas elas, já a conversão, dependemos do pedido do instrutor ou do examinador e é aí que está todo o problema, porquê não sabemos quando é onde será solicitado, nisto acabamos por perder tempo e espaço para os procedimentos necessários, para facilitar está situação você deve seguir a está explicação.

Click na imagem para ampliar.

O procedimento para ganhar espaço e tempo nesta manobra é, ao ouvir o examinador ou instrutor falar para você virar, pare imediatamente de acelerar o carro, busque então as informações da sinalização da via e realize os procedimentos necessários, o segredo para ter condições de fazer tudo isto é, diminuir a velocidade do carro com o freio de serviço, aqui você precisa administrar seu corpo sob o aspecto de acionar o freio com mais, menos ou média intensidade, também adi ministrar a velocidade do carro nas mesmas proporções, para isto deve manter a calma e o foco no que está fazendo, se perceber que não vai conseguir fazer tudo a tempo da manobra, significa que o carro está rápido de mais, ou se perceber que tudo ocorreu com naturalidade e deu tempo de fazer tudo sem desespero, é porque acertou o tempo de tudo, se tudo embolar e enroscar,  ai perdeu a situação é o resultado é a perda da manobra, não virar na rua solicitada, errar a marcha da redução, dar solavancos, ir com velocidade alta ou até mesmo perder o controle do caro, tudo isto indica a ausência do uso controlado do freio de serviço.

Então, v ai funcionar sempre assim, o uso do freio e a velocidade do carro vai permitir que você tenha mais ou menos tempo e espaço para realizar manobras ou fazer outras adequações no veículo, como reduzir uma marcha, operar um equipamento ou dar algum outro comando, para isto lembre sempre deste equilíbrio e relação de tempo e espaço, velocidade e freio do carro e com isto o ato de dirigir ficará dentro do seu controle e não você refém do carro.

Espero que estas informações possam ajudá-los para uma direção e aprendizado melhor, sucesso e bom treinamento e aprendizado a todos!





terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Regra de três!


  Olá pessoal, neste post quero passar uma regra básica que irá facilitar a vida de vocês quando o examinador pede para virar, e aí vem aquela famosa dúvida, " o que eu tenho que fazer, parar? Reduzir? E agora? Com este conceito simples você irá dominar este assunto e terá resposta para estas indagações, também executará tudo o que for necessário de uma maneira mais fácil. Denominei esta forma de, regra de três, como a da matemática conforme descrito abaixo:
"Regra de três simples é um processo prático para resolver problemas que envolvam quatro valores dos quais conhecemos três deles." Extraído do site:http://www.somatematica.com.br/fundam/regra3s.php
   E para a nossa regra aqui de direção, ela irá funcionar assim: Você vai receber o comando de voz para virar ou a placa informando a lombada, aí vai coletar a informação da sinalização e executar o que for necessário, ou seja, realizar a redução da marcha ou fazer a parada do veículo!

A regra é:

1 - Comando: definido como o pedido para virar ou lombada!
  •    Quando em aula e, ou durante o exame, você vai receber este comando para virar ou verá a placa informando a lombada, e esta é a deixa para você parar de acelerar o carro para passar aos próximos passos. E eu insisto nisto, recebeu este comando ou visualizou a placa, PARE DE ACELERAR o carro imediatamente e, leve o pé ao pedal do freio, para ter tempo e espaço para fazer o que é necessário!
2 - Informação: vem da sinalização, ou seja, a placa de PARE, o semáforo vermelho e a interseção em T.
  •   Tendo visualizado estas informação, teremos então aqui o que devemos fazer com o carro, que  será realizar a PARADA ou a REDUÇÃO da marcha e assim você vai ter tempo e espaço para fazer o que é necessário e de maneira correta!
  •   E de ajuda, agindo assim você já vai iniciar os procedimentos corretamente, usando o freio antes da embreagem.
3 - Execução: é o que você terá que fazer, realizar a parada ou a redução de marcha e só então a manobra.
  •   Realizar a parada ou a redução das marcha e, posterior as manobras que forem necessárias, que pode ser a conversão ou a passagem pela lombada.
  •   Veja o post sobre reduções clicando aqui.
  Agora que você já tem a dica, é só por em prática e treinar, estas servem para as aula, bem como para o exame prático também, pois, o que o examinador faz é, solicitar o local de conversão e o que deve ser feito, depende do que a sinalização indica e também a marcha que esta trafegando.

OBS: Se você já esta na marcha correta para fazer as manobras, é só executa-las! Não precisa reduzir marcha alguma.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Recém habilitados no trânsito.

  Olá pessoal, neste post quero falar um pouco sobre os recém habilitados e que saem ao transito ou que dirigem sozinhos pela primeira vez, e para dar uma introdução ao post, esta aí abaixo o sintoma que mais pegam as pessoas no inicio da direção desacompanhada, a "ansiedade", sintoma comum em todas as pessoas, com uma pequena diferença que na autoescola, você está acompanhando e tem alguém para lhe ajudar, algo que quando habilitados nem sempre terão ou a pessoa que poderia ajudar, faz o oposto, atrapalha, então deem uma lida e acessem o texto que é muito bom.
"ANSIEDADE::    Estado emocional desagradável que vai do vago desconforto ao medo in­tenso. A pessoa ansiosa costuma ter uma sensação de desastre iminente, mesmo não havendo nenhuma amea­ça real, e certos sintomas físicos e psi­cológicos. Uma certa dose de ansieda­de é normal e serve para melhorar o desempenho. A ansiedade toma-se um sintoma quando começa a inibir o pen­samento e a perturbar as atividades normais do dia-a-dia."
  Podem ler o artigo relacionado a ansiedade Clicando aqui. E recomendo esta leitura por ser um texto muito bom e bem simples de ler. 
 "Medo são as vozes críticas que ficam te dizendo que você não consegue, você não é tão bom quanto aquela outra pessoa, você não é tão bonita como gostaria, isso tudo é a sua conversa interna negativa te influenciando, e você está acreditado nela.
O medo abrange todas as intensidades, desde uma insegurança leve até o terror total.
Dentro do grupo do medo estão: a insegurança , preocupação, ansiedade, fobias, ataques de pânico e TSTP, transtorno do estresse pós traumático. Tudo isso tem uma coisa em comum, sua mente dizendo que algo de muito ruim está para acontecer, e você não tem como enfrentar isso".  
  E sobre o medo, podem ler o artigo inteiro Clicando aqui.
 Como puderam notar, o ato de dirigir para os novatos ao volante, está condicionado as duas situações citadas acima, e elas impedem a pessoa de avançar um pouco mais, pois o primeiro passo ela já deu, que é a aquisição da CNH, e isto significa que ela já enfrentou este sintomas que bloqueiam qualquer um. Mas depois, quando tem que pegar o carro só e ir para a rua, aquela situação de conforte e segurança de ter o instrutor com os controles e saber que ele vai te ajudar acaba, vem aquela sensação de tudo estar em seu controle e que depende só de você e de mais ninguém, aí os sintomas do medo e da ansiedade se intensificam mais ainda.

  Os sintomas mais comuns aqui então é, boca seca, sede, tremores, amnésia por não saber o que fazer, suor nas mãos, rigidez muscular achando que irá segurar o carro com as mãos mesmo estando dentro dele, e em muitos casos tem ainda o passageiro que ao invés de dar apoio e conforto, te deprecia mais ainda dizendo, "você não vai conseguir, é burro(a), não sabe dirigir, que não aprendeu nada na autoescola, que te deram a carteira, que meu carro você não vai dirigir, tem que emborrachar os postes, que você é muito ruim, largue mão de carro e ande de ônibus ou a pé que é mais seguro" entre enumeras outras frases. Pessoas que tem este comportamento é o pior acompanhante que se pode ter, pois ela só vai atrapalhar mais, então procure alguém que realmente possa te apoiar nesta situação que já é difícil para você, pessoas calmas, concentradas, que sabem se expressar para ajudar e não atrapalhar.

  Comece sua nova jornada se acostumando e familiarizando-se com o carro! Pegue-o na garagem, sente no assento do motorista, ajeite o assento, coloque o cinto, regule os retrovisores, deixe-o desengrenado,dê partida, acelere e veja o barulho que ele faz, sinta como é o funcionamento dos pedais, o quanto de força tem que aplicar em cada um, depois peça para alguém retirar o carro da garagem pra você e fique dentro do carro como passageiro para ver o que a pessoa faz, tipo: com os pés, que lado vira o volante, onde ela olha, quais espelhos usar, locais e onde pode bater e precisa cuidar mais, pergunte a ela, tire suas dúvidas, seja um bom observador e procure entender tudo o que ela esta fazendo, isto é aprendizado, e estamos sempre aprendendo nesta vida e principalmente agora que vai dirigir, algo que não domina, e tome esta mesma referencia para por o carro na garagem, pois ocorrem muitas batidas nestas manobra, de ralar o carro no portão de casa, porquê esta manobra parece ser fácil, mas na verdade não é! Tome cuidado!

  Com o carro na via, treine arrancadas e paradas e de preferência em uma rua plana para se acostumar com a embreagem, e só depois em aclive, pois muda muito o jeito de fazer esta manobra, eu costumo colocar 3 situações, e tenho um post sobre isto que podem acessar clicando aqui. Depois que pegar mais o domínio de arrancadas nas situação colocadas, vá para um conhecimento mais profundo sobre marcha e resposta do "seu" carro perante as situações entre marchas e velocidades, para saber o que deve ser feito e o como o carro reage e "fala" contigo, pois este é um item que deve ser levado em consideração, a forma com que você entende o carro, tipo, ele pedindo desenvolvimento de marcha, ou seja, aumentar a marcha e ou, ele pedindo para reduzir a marcha, que nada mais é que, você acelera e o carro não vai, aí precisa reduzir para uma marcha menor que a atual, ou seja, é muito conhecimento se tratando de um carro manual, o automático, tudo mais fácil pois o carro verifica as marchas sozinho.

  Algumas situações e atitudes devem partir de você que quer desenvolver seus conhecimento na direção, então deve sim pegar o carro e ir treinar, pois, dirigir é só prática e quanto mais você treinar, melhor fica,  vá treinar no seu bairro ou em algum lugar mais tranquilo, leve alguém para ajudar em uma emergência, depois vá avançando para uma via mais movimentada e vá avançando pouco a pouco, no inicio o suor é intenso, leve uma toalha para se secar, a boca seca, também leve agua para beber, qualquer momento de stress, encoste o carro para dar uma relaxada, tente não se preocupar com o veículo que está atrás, seu problema é o carro da frente, não perca o foco! Tenha em mente onde irá virar e se prepare com antecedência para tal, não confie em GPS, pois em muitos locais o sentido da via muda da noite para o dia, e nem sempre conseguimos acompanhar estas mudanças, e se não conhece o caminho, se possível faça o mesmo do ônibus até ir aprendendo caminhos alternativo, mais curtos, menos congestionados, etc.

 E acima de qualquer situação, aprenda a se respeitar e avaliar a sua capacidade e conhecimento, pois este é o item mais importante de todos, ninguém nasceu sabendo, mas também o pouco que aprendeu na autoescola não o faz o exímio "motorista", vá com calma e dentro dos seus limites pois, se você não se respeita, quem é que vai te respeitar? Não é porquê esta habilitado, que está capacitado, há uma diferença gigante entre uma situação e outra. 

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Como agir diante de um acidente?


Com o número de acidentes de trânsito cada vez mais alto nas rodovias, é comum ver a falta de preparo dos motoristas em situações de estresse após a ocorrência. Muitas dúvidas sobre o que fazer surgem nesta hora: devo retirar meu carro da via? Aciono as autoridades de trânsito? Verifico a situação dos envolvidos ou sinalizo primeiro o local do acidente?

Diante de tantas dúvidas, o essencial é identificar a categoria do acidente, ou seja, se ele é uma ocorrência com ou sem vítimas. Segundo a pedagoga especialista e consultora em educação de trânsito, Elaine Sizilo, somente após fazer esta identificação, o condutor deve começar o tomar as devidas providências.

Acidentes sem vítimas:

Em casos de acidente sem vítima, a especialista explica que a primeira coisa que deve ser feita é retirar o veículo do local da colisão para uma área que não obstrua o trânsito. Ao obstruir o trânsito, mesmo em caso de acidente sem vítimas, o condutor pode acabar autuado pelo artigo 178 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), que determina multa de R$ 85,13, infração média e acréscimo de quatro pontos na carteira de habilitação.

Neste tipo de acidente, não é necessário acionar as autoridades de trânsito. Anote informações e dados dos condutores e veículos que estiverem envolvidos, além do local e horário do acidente. Os envolvidos podem fazer um acordo entre as partes e registrar o boletim de ocorrência pela internet.

Acidentes com vítimas:

O acidente com vítima requer mais cuidado e atenção dos envolvidos. Segundo Elaine, o primeiro procedimento a fazer, nesse tipo de ocorrência, é sinalizar o local para mostrar que ali há um acidente.
A sinalização pode ser feita com o próprio veículo com o pisca-alerta ligado, com um triângulo, um arbusto ou o que estiver ao alcance do condutor naquele momento. Nesses casos, a falta de sinalização pode causar mais acidentes.

Em seguida, verifique a quantidade de vítimas e acione o socorro imediatamente, informando o número de pessoas que precisam de cuidados para que a unidade venha preparada para atender a demanda. Ou seja, neste caso, os três primeiros passos são sinalizar a via, analisar a quantidade de vítimas e chamar o socorro.

Números de emergência:
Cidades: 193 - Bombeiros (SIATE);
              192 - SAMU;
Rodovias: 191 - Policia Rodoviária Federal;
Telefone de emergência do pedágio.

Primeiros socorros:
A princípio, acredita-se que todo o motorista habilitado deve saber prestar os primeiros socorros, uma vez que ele passou pela capacitação para retirar a CNH.
No entanto, Elaine ressalta que o condutor somente deve mexer na vítima se ele estiver apto a fazê-lo. “Se o motorista não se sente confiante em prestar socorro, ele deve acionar as autoridades, manter a calma e tentar acalmar as vítimas”, explica.

Por outro lado, se sentir confiança em prestar os primeiro socorros o motorista deve seguir os seguintes passos:
  1. Desobstrução das vias aéreas: identifique se não há restos de alimentos ou dentes quebrados na boca, tente mexer o mínimo possível a coluna cervical da vítima e, com uma luva, coloque a mão na boca da vítima para liberar as vias aéreas;
  2. Verifique se a pessoa continua respirando;
  3. Verifique a circulação, o pulso e se há hemorragia; se houver, tente estancar com um pano limpo para manter a vítima estável;
  4. Verifique o nível de consciência: veja se a vítima está entendendo a situação e certifique-se da sensibilidade ao toque;
Proteja a vítima: tente acomodá-la da forma mais confortável possível e, ao chegar o resgate, informe à equipe médica todos os procedimentos já adotados.

Pontos importantes:
Se você passar por um acidente e já houver a prestação de socorro, não pare seu carro, porque isso pode causar mais acidentes e atrapalhar a ação dos profissionais envolvidos.
Omissão de socorro é considerado crime, de acordo com artigo 135 do Código Penal e pode acarretar em detenção de um a seis meses ou multa.

“O código 305 do CTB diz que o motorista que não prestar socorro imediato às vítimas ou que não chamar por socorro especializado, se estiver impossibilitado de prestar socorro, além de cometer infração, também estará cometendo um crime de trânsito, sujeito também a detenção de 6 meses a 1 ano”, completa Elaine.
 Fonte da informação.

OBS:

A Polícia Militar atende acidentes sem vítimas, porém é priorizado os acidentes com feridos!
Caso seja observado, nos condutores envolvidos, a suspeita de crimes de trânsito como embriagues, condutor não habilitado, etc. A Polícia Militar deve ser acionada através do telefone 190 e os condutores permanecem no local até a chegada da viatura.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Conversão à esquerda.

  Olá pessoal, mais uma postagem sobre a conversão a esquerda, tema que é difícil das pessoas entenderem e aceitarem esta manobra, e que em muitos casos acaba levando o candidato a reprovar, e por se tratar deste assunto complexo, venho mais uma vez reforça-lo aqui para vocês.

  Então vamos lá para os cuidados básicos, quando solicitado esta manobra para vocês, que pode ser durante o treinamento na autoescola ou no próprio exame, as dicas são as seguintes:

1 - É sua Preferência ou Parada Obrigatória?
  •  Estes dois itens são seus primeiros cuidados, costumo dizer "seu direito de passar (preferencial) ou dever de parar (placa de PARE)",  a partir dai vem os cuidados seguintes
2 - Realizar a sinalização da manobra.
  • Faça a sinalização do pisca com antecedência, este item é comunicação no trânsito, e a falta dela gera conflitos. E faça de maneira correta, pois no cotidiano as pessoas fazem da seguinte for: Pisca assim: "Vou virar" que é o correto , "estou virando" liga o pisca manobrando e "virei" acionando o pisca depois da curva, ou "não sinalizo porque ninguém precisa saber para onde eu vou". 
3 - Fazer o posicionamento do carro na via.

  • Este itens visa complementar a sua sinalização e dar ênfase ao que irá fazer e,  facilitar a fluidez do trânsito, e também é regra definida pelo CTB, então tomem cuidado para fazer estes dois itens corretamente, sinalização e posicionamento.

4 - Precisa ou não reduzir a marcha.
  • Conforme solicitada a manobra a você, verifique a via se existe sinalização de parada obrigatória ou não, pois, é deste ponto que irá reduzir a marcha ou não, ou seja, tendo a placa de PARE, deverá parar o carro e recomeçar com as marcha, e se não houver a placa, terá que fazer a redução da marcha, sendo feita da seguinte forma: diminuir a velocidade do carro com o freio, acionar embreagem e realizar a troca da marcha, libera a embreagem e faz a manobra.

5 - Está livre ou obstruído o sentido contrário.
  • Sempre que for fazer esta manobra, devemos tomar cuidado com os veículos do sentido oposto apenas, ou seja, de onde vem o carro vermelho, pedestres e ciclistas, como mostra a imagem abaixo, e tudo o que vier atrás dele, e só então realiza a manobra.
  • Daí o assunto "livre - quando não vem nada no sentido oposto, ou obstruído - quando vem algo". 
  • O que esta acontecendo na via transversal, onde está o carro amarelo, não é problema nosso, por quê? É parada obrigatória para eles, então cuido apenas da minha via.



6 - Realize sua manobra.
  •  Agora é só realizar a manobra controlando a velocidade do carro para não ser rápido e nem lento de mais, e para isto mantenha o pé direito bem a vontade para acelerar ou frear se for o caso, e cuide para fazer a manobra corretamente sem invadir a contra mão de direção e fazer o "L" corretamente.

Vejam como tudo irá funcionar na prática!


Quando a parada obrigatória for sua, caso do carro amarelo, deverá aguardar  o momento oportuno e só então realize a manobra, veja a imagem abaixo.



quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Os exames para habilitação no Paraná.

 Olá pessoal, segue aí o link de exames psicotécnicos e práticos que acontece aqui no Paraná para EAR e avaliação psicológica para 1ª habilitação e o exame prático também.

 Exame prático

Exame psicotécnico

Vejam e reflitam sobre os exames.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Lanterna indicadora de mudança de direção - Vulgo PISCA

  O uso do "pisca / seta / indicador de mudança de direção" , é algo indispensável no cotidiano do trânsito, porém, um cuidado que devemos ter é, fazer o uso deste dispositivo, e fazer de forma correta, para não dar margem a uma interpretação errônea da parte dos demais usuários da via, isto é comunicação, e quando mal feita, ela gera problemas e brigas e acima de tudo acidentes.





  E a situação é, acionou para um lado, não mude pois o resultado será um acidente! Já presenciei acidentes provocados por "motoristas" que sinalizaram uma manobra e mudou de ideia e, quem vinha atrás tomou a decisão de desviar, e o que aconteceu por causa desta mudança? Acidente! Inclusive isto já aconteceu comigo também, e por isto resolvi fazer este post para alerta-los desta conduta indevida, e aí que bata atrás não esta errado não viu, porque o acidente foi provocado pelo carro da frente.

Então pessoal fica a dica aí para vocês, uma vez sinalizado, não mude de ideia, e se for o caso, faça o que sinalizou e depois retorne, pois, perder 1 minuto é melhor que perder vários com acidente e oficina, e tenha sempre em mente onde vai, ruas a passar, locais a virar, onde estacionar, pois a rua não é só sua, e lembre-se, sinalize suas intenções com antecedência!



quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Simulador de direção?


  Olá pessoal, este post é só para passar uma dicas de simulador de direção para vocês, que na minha opinião ajudará a todos que tem dificuldades ou querem iniciar no mundo da direção, são os jogos, tipo videogames, e segue abaixo uma imagem de um fliperama muito comum em shoppings, e estes jogos dão uma boa noção de direção, e ajuda no controle de volante, acelerador, trocas de marcha, etc, e o melhor de tudo no meu ponto de vista, coordenação motora, item fundamental para dirigir, pois a coordenação é um dos pontos mais difíceis da direção.

  Neste assunto de coordenação, temos aqui os seguintes itens como exemplo, parar de acelerar, acionar a embreagem com o pé esquerdo, controlar a trajetória do carro com a mão esquerda, olhar o que esta acontecendo e com a mão direita realiza a mudança da marcha e em alguns casos ainda tem q controlar a velocidade do carro, e isto tudo acontece ao mesmo tempo.



  Como podem ver, é praticamente o mesmo simulador que era para ter nas autoescolas, a diferença aqui é que este não tem o pedal da embreagem, mas você pode encontrar estes jogos com pedais completos, porém o importante aqui é ter um pouco de noção. E garanto que vai ajudar bastante e terá um baixo custo financeiro também, mas reforçando, é um treino apenas, este não simula a realidade, estou falando de coordenação, trocar de marcha, controle de volante, manter o carro em trajetória, este não substitui completamente o treinamento prático.



segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Dicas para realizar manobras .

 
  Ola pessoal, neste post quero falar e passar dicas para vocês sobre este assunto que deixa qualquer inexperiente de cabelo em pé, a tal das manobras, tenho uns post sobre este assunto aqui já, mas o contato com alguns alunos que me mostraram esta dificuldade, então estou postando aqui pois será muito útil, e como de costumo, passarei por situações para você.

   Para começar a falar das situações, vamos relembrar ou entender o que fazemos com o volante, e o que acontece com o trajeto do carro conforme a marcha usada, 1ª marcha ou ré e o movimento que o carro fará conforme o volante estiver virado.

  Em 1ª marcha o carro irá para a frente, e conforme o lado em que viramos o volante, o carro seguem aquela direção dada, e na marcha ré, este trajeto não é muito diferente não, pois nesta marcha, você tem que entender que agora a traseira do carro virou a "frente", e andando de ré o carro seguirá a direção escolhida, ou a traseira irá para a direita ou esquerda, porém a frente fará o lado oposto, apenas isto. Observe as imagens abaixo sobre a trajetória em ré:

MANOBRA COM O VOLANTE VIRADO PARA ESQUERDA:







MANOBRA COM O VOLANTE VIRADO PARA DIREITA:


                          




  E com base no trajeto a ser percorrido e o movimento que o carro realizará durante a ré e esterço de volante, se aprender e entender que este movimento se da desta forma devido ao esterço e direção do carro que ocorrer nas rodas dianteiras, ficará bem mais fácil entender os assuntos seguintes. E lembre-se que a ideia do movimento do carro conforme as imagens acima é, que ele gire 360º graus, e dependendo da manobra, não precisaremos deste movimento todo.

1 - Opções do lado para manobrar, em local amplo. De frente ou de ré?

   Esta é uma situação em que tudo é favorável para te auxiliar na manobra, pois você tem espaço de sobra para a manobra, tendo opção de fazer a manobra tanto em 1ª marcha pela frente ou em ré, aí é só escolher o lado, observar se não tem algo em que possa bater ou abalroar em algo que esteja fora do seu campo de visão pelos retrovisores ou para-brisas, e neste caso pode-se também dar uma olhada em volta do carro ante de realizar a manobra, para que possa ter os cuidados necessários. Veja as opções de manobra na imagem abaixo.


  Está aí as opções, podendo ser feito a manobra em ré ou em 1ª marcha, pois tem espaço de sobra para isto, dependendo também do seu interesse, sendo aqui uma situação bastante simples.

2 - Manobra sem opção:

 Quanto precisar estacionar em um local como, estacionamento de:
  • Supermercados.
  • Shopping.
  • Garagens de prédios, etc.
 Que são locais ruins para o estacionamento, você terá as seguintes opções, estacionar de frente ou de ré, aí vai ficar a sua escolha, e é claro que também tem os transtornos da saída, aí você vai ter que escolher entre, ter trabalho no estacionar na entrada e facilidade para sair, ou o oposto, estacionar fácil para entrar e ter trabalho para sair.
 Vejam a imagem abaixo, se decidir estacionar conforme o indicado (apenas exemplo), do carro preto com a letra A.


  Se a sua escolha for estacionar de ré e facilitar a saída, deverá encontrar o local para manobrar, tenha a imagem abaixo como exemplo, e leve o carro de frente para este local e retorne à sua vaga de ré, e também nesta imagem, próximo do local do estacionamento, tem uns pontos vermelhos que são locais aos quais devemos tomar cuidado para não bater o carro.

*** Siga primeiro a linha vermelha e retorne em ré pela linha azul.


 Outra opção de manobra é, esta que esta nesta imagem abaixo, você entra de frente em uma vaga que esteja livre, e usa ela para manobrar o seu carro, saindo de ré e levando posteriormente o carro para a vaga que realmente deseja estacionar, facilitando assim a sua saída.


3 - Realizando retorno em entrada de garagem.

   Esta manobra pode ser feita pela direita ou esquerda, de frente o de ré, aí vai depender do que você quer ou acha mais fácil conforme o local que você estiver, as escolhas estão aí. Então vou passar um exemplo de cada apenas, porque se for o caso, é só inverter o lado de virar o volante e terá a mesma manobra.

3.1 - Manobra de frente e para a esquerda:
  • Sinalizar a manobra.
  • Diminuir a velocidade do carro e marcha também.
  • Observar o sentido contrário da via, se vier carro pare e espere, e use a 1ª marcha.
  • Vire o volante para o lado da manobra e vá andando devagar e virando o volante para levar o carro no local do seu interesse, o detalhe é que, terá que ir virando conforme o necessário, ou seja, vai ser para a esquerda e direita como se fosse entrar na casa e parar em cima da calçada.
  • Engate a marcha a ré e, observe o trânsito da via olhando para ambos os lados da rua, direita e esquerda e atrás do carro também, se livre, vá andando devagar e virando o volante para o lado direito voltando para a via e, invertendo a posição do carro.
  • Veja a imagem abaixo: 



3.2 - Manobrando em marcha ré para o lado direito:
  • Pare o carro um pouco mais a frente do local da manobra.
  • Engate a marcha ré e vá andando devagar e virando o volante para o lado direito, subindo na calçada como se fosse estacionar na garagem, e depois pare para não bater no portão, e olhe pelos retrovisores.
  • Engate a 1ª marcha, sinalize e, vá indo para a frente devagar, virando o volante para a esquerda e levando o carro para o lado correto de circulação.
  • Siga seu caminho. Veja a imagem abaixo.


4 - Cuidados durante uma manobra:

 Ao realizar qualquer tipo de manobra, o cuidado básico que devemos ter é, não bater, e para isto, é importante que se verifique a situação e o local ao qual irá manobrar, tendo os seguintes cuidados:
  • O carro é sedan e tem uma área do carro que não tenho visibilidade;
  • O carro é alto e posso esbarrar em algo que pode danificar o teto;
  • Existe uma mureta atrás ou a frente a qual não da para visualizar nem pelo retrovisor ou para-brisas;
  • O local de manobra é movimentado de pedestre ou tenho que usar a via para manobrar;
  • Preciso de um auxilio para me ajudar na manobra;
  • Tem crianças ou animais pequenos que somem do meu campo de visão.
 São alguns cuidados que devemos ter antes de qualquer manobra para não provocar um acidente grave, ou estragar alguma parte do carro, e a dica mais importante de todas é, olhar tudo antes e realizar a manobra com muito cuidado, calma e atenção, olhando tudo a sua volta, pois um mero descuido e o resulta é, bateu!
Se for necessário, faça metade da manobra e espere o que for preciso para termina-la, tipo um caro que apareceu, um pedestre que surgiu e que impede de continuar com sua manobra, e sempre olhe bem tudo e lembre-se, não é porquê começou a manobra, que tem direito a termina-la, ela pode sim ser interrompida no meio do caminho pois, o importante é evitar um incidente.

Continua...


terça-feira, 2 de setembro de 2014

Normas Gerais de Circulação e Conduta.




Olá pessoal neste post eu quero falar um pouco sobre este assunto do Código de Trânsito Brasileiro que é das normas de circulação e conduta, e sendo mais especifico, no Capitulo III do CTB que fala deste assunto.
E em primeiro lugar quero expor aqui para vocês os seguintes artigos sobre este assunto.
"Artigo. 26. Os usuários das vias terrestres devem:
        I - abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstáculo para o trânsito de veículos, de pessoas ou de animais, ou ainda causar danos a propriedades públicas ou privadas;
        II - abster-se de obstruir o trânsito ou torná-lo perigoso, atirando, depositando ou abandonando na via objetos ou substâncias, ou nela criando qualquer outro obstáculo.
        Art. 27. Antes de colocar o veículo em circulação nas vias públicas, o condutor deverá verificar a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório, bem como assegurar-se da existência de combustível suficiente para chegar ao local de destino.
        Art. 28. O condutor deverá, a todo momento, ter domínio de seu veículo, dirigindo-o com atenção e cuidados indispensáveis à segurança do trânsito.
        Art. 29. O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas:
        I - a circulação far-se-á pelo lado direito da via, admitindo-se as exceções devidamente sinalizadas;
        II - o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e as condições climáticas."
 E o que quero chamar à atenção de vocês aqui em especifico é a do Art. 29 Inciso I, que está em destaque acima. E isto é algo que não vemos nas nossas vias, pois as pessoas andam onde bem entendem e querem sem se preocupar com as regras que temos. O código é bem claro, trafegar pela direita deixando a pista da esquerda para os veículos que desenvolvem maior velocidade ou desejam ultrapassar, e também para facilitar a passagem dos veículos de emergência em serviço.

 E caso seja necessário trafegar pela faixa da esquerda, lembre-se, que se você estiver trafegando no limite de velocidade da via, e alguém te solicita ultrapassagem com sinal de luz, você deve permitir esta passagem, porém levando em consideração a sua segurança e a dos demais usuários da via, e para isto deverá  proceder da seguinte forma:
  1. Conferir a situação a sua direita pelo espelho retrovisor direito e o interno.
  2. Conferir os pontos cego do seu veículo.
  3. Sinalizar a manobra, e trocar de faixa com segurança, sem prejudicar os veículos que estão trafegando na faixa que você está se deslocando.
E não entre em pânico quando esta situação acontecer com você, é necessário manter a calma e fazer a visualização do que esta acontecendo com total segurança, e enquanto isto o veículo atrás deverá aguardar a sua decisão, e se ele começar a ficar "colado" em seu carro, sinalize pisando levemente no freio para sinalizar com a luz do freio que ele está muito próximo de você, e este procedimento é considerado natural e de advertência para o veiculo que esta atrás do seu, só cuide para não frear forte.



sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Como realizar trocas e reduções de marcha.


  Ola pessoal, neste post quero falar com vocês sobre a trocas e reduções das marcha, e coloquei umas ilustrações para que possam ver e entender melhor este mecanismo do veículo. O sistema de trocas de marcha nos veículos manuais é feito no modelo "H" como podem ver na imagem abaixo, e para que a troca seja feita de forma correta e na marcha desejada, é necessário mover a alavanca corretamente, e para isto, é também importante que você não faça força na mão ou braço e que não fique chacoalhando a alavanca também, pois não é necessário este movimento e ele te induz a fazer a marcha errada.


  Conforme a imagem mostrada, notem que tanto o avanço quanto a redução da marcha requer que sejam feitos os movimentos conforme mostra as flechas em "azul e vermelho" sendo que temos aí dois movimentos distintos, ou seja, o vermelho que será de lado e o azul que será para a frente ou atrás. E as formas de trocas serão assim:
  1. Para fazer a 1ª marcha devemos puxar a alavanca para o lado e para frente.
  2. Troca de 1ª para 2ª marcha, puxa a alavanca para o lado esquerdo e para trás.
  3. Troca de 2ª para 3ª marcha, empurra a alavanca para a posição "ponto morto" e leva para a frente.
  4. Troca de 3ª para 4ª marcha, puxa a alavanca para trás até o fim do curso.
  5. Troca de 4ª para 5ª marcha, empurra a alavanca na posição "ponto morto", leva ela para a direita e depois para  a frente.
  Para as reduções das marchas é tudo mais fácil, pois é só fazer o caminho contrário e vai dar tudo certo, pois os movimentos são idênticos. E para não deixar de falar uma coisa óbvia, para trocas e reduções das marchas, é necessário o uso da embreagem, ou a mesma não vai dar certo, e outro cuidado básico é, não acelerar durante a troca, pois poderá ter uns solavancos ou até mesmo "cantar pneu" no asfalto, e o passo a passo das trocas serão assim:
  • 1° Pare de acelerar - 2° acione a embreagem até o final - 3° realize a troca da marcha - 4° libere a embreagem e volte a acelerar na sequência.
  Realize as trocas desta forma e nunca terá problemas,e toda vez que for soltar o pedal da embreagem, faça-o de forma progressiva sem liberar de uma vez só, pois o resultado deste movimento brusco é solavanco ou leva-lo a "morte", e quanto à colocar o carro em movimento, tenho um post falando sobre este assunto que podem acessar clicando aqui!.

  E nesta imagem abaixo, está uma das formas bastante comum dos iniciantes em condução fazerem trocas de marcha e a figura mostra na linha tracejada em vermelho, o que você não deve fazer, pois o movimento indicado aí, vai leva-lo a realizar a troca errada, porque a alavanca não está sendo movida no formato da letra "H", nota-se que é feito curvas e o resultado é a marcha errada, então aconselho a treinar este movimento com o carro parado para que possa aprender o movimento certo, e que faça sem olhar a alavanca, pois em movimento, não devemos olhar para a alavanca e perder a trajetória do carro. E com isto você irá treinar o seu cérebro e coordenação motora juntos, facilitando assim a utilização boa e correta deste dispositivo.


Segue aí as dicas para vocês, então é só treinar e colocar em prática o que foi explicado aqui, e lembrem-se que este dispositivo não requer de vocês força física e sim controle, movimento preciso e coordenação, e parem de trocar marchas com força pois a alavanca não precisa disto.



  Uma pequena dica para trocas de marcha nos motores 1.0 é você trabalhar mais ou menos assim:

  • 0km/H = 1ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 20 km/H = 2ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 30 km/H = 3ª marcha;
  • Atingiu pouco mais de 50 km/H = 4ª marcha;
  • E acima dos 70 km/H = 5ª marcha.
  E para uma boa troca, sempre espere ou faça o carro atingir estas velocidade acelerando-o, salvo em declives, pois o próprio faz o carro ganhar velocidade e em alguns casos é importante controlar a velocidade acionando o freio também, sendo necessário pouca aceleração, e tome maior cuidado com estas velocidade em aclives e lembre-se que nas duas situações, aclive/declive, a liberação da embreagem pode ser um pouco mais rápida também, visto que em um caso o carro ganha velocidade rápido e na outra perde.

  E quando estiver dirigindo e observar estas velocidades, notará um barulho maior no motor,  que costumamos dizer que o carro "está pedindo marcha", é como se o motor estivesse "sufocando", indicando assim a hora da troca de marcha, e notamos com mais facilidade este barulho nos declives, ou quando aceleramos forte de mais ou ainda que permaneçamos por muito tempo em uma única marcha. e o oposto de pedir redução de marcha é, quando pegamos um aclive ou por situação de trânsito e mantemos a mesma marcha no carro e percebemos que aceleramos forte e o carro não quer andar, e esta é a forma do carro "pedir" a redução da marcha para alguma menor e que seja proporcional a velocidade em que ficamos naquele momento ou quando estamos dirigindo e por motivo de trânsito e diminuição de nossa velocidade por algo que esteja forçando a nossa redução de velocidade, também devemos acompanhar esta redução com marcha proporcional a velocidade que ficamos. Então, são estas as duas formas do carro "pedir marcha para cima ou para baixo,ou seja, desenvolver ou reduzir marchas".

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Uso de celular X direção.


Além do valor e dos pontos na carteira, vejam o risco que corremos.
Segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso do celular é a principal distração no trânsito e aumenta em até 400% os riscos de acidente. 

domingo, 3 de agosto de 2014

Dialogo entre instrutor e aluno, dicas para primeira aula!

  
  Olá pessoal, um pequeno post com uma dica rápida e importante para vocês que estão com dificuldade com o aprendizado de direção e principalmente com os pedais.

  Primeira aula prática do candidato, levo o carro até um lugar tranquilo para o treinamento, estaciono e trocamos de lugar no veículo, e iniciamos com o treinamento. Passado instruções sobre o painel de instrumentos e comandos do veículo, tipo, onde liga o desembaçador, limpador do para brisas, faróis, etc e os pedais e as marchas, e vem aquela frase, "não consigo entender como isto funciona". risos! Faz parte pela expressão que sai do rosto de vocês! A vem a outra frase, "tudo bem, é assim mesmo, ninguém nasceu sabendo, e vamos lá então". Vamos por parte!

  É assim então:

Instrutor: Quantos pés você tem?
Aluno: resposta 2!
Instrutor: Quantos pedais tem para você usar? 
Aluno: resposta 3!
Aluno: Como vou fazer agora? 
Instrutor: Simples, o pé direito vai acelerar e frear, e o pé esquerdo só para a embreagem!
Aluno: Como vou usar a embreagem?
Instrutor: resposta: Assim, a embreagem deverá ser usada em 3 situações: 1 - colocar o carro em movimento, 2 - trocar as marchas, 3 - parar o veículo, mas não é freio tá!
Aluno: O que farei com o freio? 
Instrutor: resposta: Bom, o freio é mais fácil, vai usar em 2 situações, 1 - diminuir a velocidade, 2 - parar o carro.
Aluno: E o acelerador? 
Instrutor: resposta, fazer o motor girar mais rápido!

Resumo: dois pés e três pedais. 3 Pedais:acelerador = 1 função, freio = 2 funções, embreagem = 3 funções.

Agora as marchas, 3 funções, 1- levar o carro para á frente, 2 - aumentar á velocidade, 3 levar o carro para trás.

Aluno: Ah tá, entendi agora!
Instrutor: Legal! Vamos começar a brincadeira agora!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Atenção e Previsão ao volante.



Olá pessoal, neste post que falar e mostrar uns vídeos sobre este assunto que é muito negligenciado pelos condutores no trânsito, e que são dois elementos da Direção e Pilotagem defensiva, que são a atenção e a previsão, que no meu ponto de vista, são itens de fundamental importância para uma condução segura como é definido pelo código.

O condutor defensivo é aquele que conhece e pratica as técnicas, e que esta sempre atente a tudo o que acontece a sua volta à nível de trânsito, sinalização e ao comportamento de todos os usuários da via. Agora, quero que veja este vídeo, ele contem imagens forte, mas que são importante para que possamos avaliar os riscos e as consequências da nossa negligencia ao conduzir um carro ou uma moto, quando não nos importamos com a segurança.

video

  Pesado não é? Mas o que aconteceu aqui? Vou narrar as minha observações sobre esta gravação, e que por sinal, este é um tipo de situação bastante comum nas nossa ruas, e com uma consequência cruel.
  O que acontece aqui é, que a pessoa vem com seu carro e vê que o trânsito está parado, e como ele é "espertinho" e vê que tem uma faixa livre, ele pensa e decide, "é por ali que vou passar", e esquece que se o trânsito parou, é por algum motivo, aí ele desvia de tudo sem pensar que algo pode acontecer, e o resultado é este.

video


   Então pessoal, a ora que vocês estiverem trafegando de carro ou moto numa via e por algum motivo o trânsito e os veículos começarem a parar, não desvie simplesmente, veja antes o que está acontecendo para só então tomar a decisão de fazer algo, para não prejudicar sua vida ou a dos outro que estão na via com você.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Cuidados com a conversão - Parte I I

  Assim como o explicado no "Cuidado com a conversão à esquerda - Parte I", aqui neste post a explicação para os mesmos cuidados, porém agora, para o lado direito, e segue aí abaixo as imagens e a explicação para a mesma.

  Então você chega em uma parada obrigatória e tem que convergir a direita, e esta bem ali o carro estacionado, como mostra a imagem abaixo, aí o que fazer se o carro estacionado está próximo da esquina?


  Note que existem duas linhas mostrando trajetória diferentes, e neste caso, o que não pode ser feito é a curva como mostra a linha vermelha, pois vejam como assim fica alho estranho que terá que fazer com o carro, então o correto é você fazer a manobra conforme esta a linha amarela, você realiza a manobra já desviando do carro estacionado.
  Se não for possível passar porque esta vindo carro no sentido contrário conforme imagem, devemos ficar no "PARE" aguardando liberar espaço para podermos passar com segurança, e caso seja necessário, podemos invadir um pouco a contramão se a via for estreita. E claro, não deixe de obedecer a sinalização da via e de olhar com atenção e avaliar o que deve ser feito.
_________________________________________________________________________

   Nesta situação agora, a preferência de passagem é sua, então o primeiro cuidado é sinalizar sua manobra, se posicionar na via e reduzir a velocidade e a marcha se for o caso, e estar atento e preparado para um imprevisto. E quanto a manobra, ela terá os mesmos cuidado que a explicação anterior, pois o que muda aqui é a preferencial apenas.
    E se for necessário parar o nosso carro, esta deve ser feita conforme mostra o carro azul que eu deixei meio apagado, pois este é o local certo, e por isto a necessidade de estar em velocidade reduzida, para você ter tempo de reação, e aguarde a liberação de espaço para que possa passar com segurança sem bater nos carros que estão no local, e se faz a manobra desviando do carro estacionado também, sem fazer um caracol pelo meio do caminho.


  Agora é só por em prática mais estas dicas de direção para você e tenham sempre muita atenção no que for fazer para evitar acidentes.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Conscientização no trânsito.

Olá pessoal, neste post vou postar uns vídeos para vocês sobre segurança no trânsito, dicas boas e importantes para todos nós, como condutor pessoal ou até mesmo motorista profissional, pois a violência não distingue classe social e muito menos se você é um trabalhador que vive do trânsito urbano ou rodoviário.

Então segue aí os vídeos para todos vocês que acompanham o blog, e na medida que eu for encontrando material bom eu vou postando.

Vídeo 01 -   O tempo parou para serem analisados os erros.

video



Vídeo 02 - Transtornos de um acidente.


video

Como estacionar o carro na garagem.

   Olá pessoal, como solicitado por um leitor do blog, vai aqui então um post sobre esta manobra, que é colocar e tirar o carro da garagem, e esta na minha opinião não é uma manobra fácil, pois depende de muito controle do carro e de noção de espaço, bem como do uso dos espelhos retrovisores, pois não sou muito fã desta historia de virar a cabeça e não ter a noção do que realmente esta acontecendo, e esta é a primeira dica que dou quanto a esta manobra, acostumar e entender a imagens dos espelhos.

   Então vou colocar aqui as situações desta manobra, e se quiserem entender melhor, tenho outros post que fala exatamente sobre manobras com o carro, posts que são importantes para complementar este também. Vai lá então as situações da garagem:
  1. Estacionar o carro de ré, no plano ou com rampa (aclive/declive).
  2. Estacionar de frente em 1ª marcha no plano ou com rampa (aclive/declive).
  Como notaram, existem varias situações para a mesma coisa e vou passar aqui os procedimentos para cada uma delas, que para cada umas das citadas acima, podemos fazer a manobra em 3 situações distintas para cada uma delas, totalizando 6 situações que vou passar da maneira mais simples possível. 

1.1 - Estacionar o carro de ré e no plano.
  • Vindo pela via, realize a sinalização da sua manobra, observe se tem algum pedestre circulando na calçada. Se tiver, aguarde na via e depois siga com sua manobra.
  • Acione o pedal do freio e da embreagem, e vá diminuindo a velocidade do carro, e pare um pouco depois da entrada da garagem e olhe virando a cabeça e vendo pela janela traseira e a da lateral, o local do portão, para ver o espaço para  que entre corretamente e no lugar que é para  passar, e olhando pelos retrovisores a situação e a trajetória do carro.
  • Engate a 1ª marcha, vire o volante observando o seu local de passagem.
  • Vá liberando a embreagem gradativamente, mas tome cuidado para não tirar o pé totalmente do pedal, mantenha o controle dela, e se for necessário, acelere um pouco e de forma suave, e cuide pois será necessário acelerar e frear e controlar a embreagem e vê tudo e por onde está ou terá que passar. Aí é só ir controlando o carro e leva-lo até o local que deseja.
  • Conforme a imagem aí acima, em específico do carro azul, eu não aconselho este tipo de manobra por ser muito perigosa.

1.2 - Estacionar o carro de ré e com rampa (aclive/declive). 
  • Vindo pela via, realize a sinalização da sua manobra, observe se tem algum pedestre circulando na calçada. Se tiver, aguarde na via e depois siga com sua manobra.
  • Acione o pedal do freio e da embreagem, e vá diminuindo a velocidade do carro, e pare um pouco depois da entrada da garagem e olhe virando a cabeça e vendo pela janela traseira e a da lateral, o local do portão, para ver o espaço ao qual você deverá passar, e olhando pelos retrovisores a situação e a trajetória do carro.
  • Engate a marcha ré, vire o volante para o lado que irá entrar, observando o seu local de passagem.
  • Vá liberando a embreagem gradativamente, mas tome cuidado para não tirar o pé totalmente do pedal, mantenha o controle dela, e se for necessário, acelere um pouco e de forma suave e constante, e cuide pois será necessário acelerar e frear e controlar a embreagem e vê tudo e por onde está ou terá que passar. Aí é só ir controlando o carro e leva-lo até o local que deseja.

  • Para esta situação do declive, a ora que você colocar as rodas traseiras na descida, pare o carro e tire a marcha ou acione toda a embreagem e vá devagar controlando o movimento e trajeto do carro até colocar ele onde desejar, e vá cuidando pelos retrovisores para não colidir nas laterais e  se for o caso, pode ir colocando ele em movimento com a liberação da embreagem também.
     
  • Conforme a imagem aí acima, em específico do carro roxo, eu não aconselho este tipo de manobra por ser muito perigosa.

2.1 - Estacionar de frente em 1ª marcha no plano.

  • Vindo pela via, realize a sinalização da sua manobra, observe se tem algum pedestre circulando na calçada. Se tiver, aguarde na via e depois siga com sua manobra.
  • Acione o pedal do freio e da embreagem, e vá diminuindo a velocidade do carro, e pare um pouco antes da entrada da garagem, para ter espaço para  que entre corretamente e no espaço que é para  passar.
  • Engate a 1ª marcha, vire o volante observando o seu local de passagem.
  • Vá liberando a embreagem gradativamente, mas tome cuidado para não tirar o pé totalmente do pedal, mantenha o controle dela, e se for necessário, acelere um pouco e de forma suave, e cuide pois será necessário acelerar e frear e controlar a embreagem e vê tudo e por onde está ou terá que passar, aí é só ir controlando o carro e leva-lo até o local que deseja parar. ***(valido para os 2 carros)
  • OBS: no casso de você estar na posição do carro 2, deverá ter o cuidado com o contra fluxo, e não se preocupar com carros atrás do seu, eles devem aguardar a sua manobra, mas tome cuidado com motos que podem desviar você.

2.1 - Estacionar de frente em 1ª marcha com rampa (aclive/declive).
  • Vindo pela via, realize a sinalização da sua manobra, observe se tem algum pedestre circulando na calçada. Se tiver, aguarde na via e depois siga com sua manobra.
  • Acione o pedal do freio e da embreagem, e vá diminuindo a velocidade do carro, e pare um antes da entrada da garagem e olhe pelo para-brisas e a janela do passageiro, o local do portão para ver o espaço ao qual você deverá passar, e olhando pelos retrovisores a situação e a trajetória do carro.
  • Engate a 1ª marcha, vire o volante para o lado que irá entrar, observando o seu local de passagem.
  • Vá liberando a embreagem gradativamente, mas tome cuidado para não tirar o pé totalmente do pedal, mantenha o controle dela, e se for necessário, acelere um pouco e de forma suave e constante, e cuide pois será necessário acelerar e frear e controlar a embreagem e vê tudo e por onde está ou terá que passar. Aí é só ir controlando o carro e leva-lo até o local que deseja.



  • Para esta situação do declive, a ora que você colocar as rodas da frente na descida, pare o carro e tire a marcha ou acione toda a embreagem e vá devagar controlando o movimento e trajeto do carro até colocar ele onde deseje, e se for o caso, pode ir colocando ele em movimento com a liberação da embreagem também.




terça-feira, 17 de junho de 2014

Cuidados com a conversão. Parte I

    Olá pessoal, mais um post para vocês sobre conversão, e  algo muito comum de passarmos no dia a dia e que durante o exame, pode ter como consequência a reprovação, e vou colocar e explicar algumas situações para facilitar e para que saibam o que pode e o que não pode ser feito perante estas situações.

A situação tratada primeiramente é, fazer a conversão e ter um veículo estacionado num local irregular e com ajuda, a via ser estreita para ajudar, e também ser de sentido duplo, conforme a imagem abaixo retrata.

Conversão a esquerda em vias estreitas.

Nesta situação acontece o seguinte, o carro vermelho vai fazer a conversão a esquerda e observe onde o carro amarelo esta estacionado, e aí por onde passar? Para fazer a manobra neste caso vai funcionar assim:
  1. Como é parada obrigatória, o carro vermelho deverá aguardar o momento oportuno para manobrar, observando o trânsito da direita e esquerda da via transversal, e posteriormente o contra fluxo.
  2. Como já sabemos, durante o exame prático, a conversão a esquerda é em "L", conforme as linhas estão desenhadas na imagem, porém, deve-se ter o cuidado de não fazer a manobra como esta indicado na linha vermelha, pois esta manobra estará errada neste momento por causa do carro estacionado.
  3. A manobra deve ser feita de acordo com a indicação da linha azul, realizando o "L" normalmente, e infelizmente neste caso, você precisará invadir um pouco a contra mão de direção, justamente pela via ser estreita e o carro estar estacionado na área de circulação, e tome cuidado para não invadir completamente a contra mão, pois por mais estreita a via, procure permanecer o mínimo possível do carro na contra mão e cuide para não bater no carro estacionado também.
  4. E cuide para não fazer a manobra aberta de mais, como mostra a linha vermelha, pois assim sairá uma caracol de difícil controle da trajetória do carro.
Então, para realizar esta manobra, tenha certeza que não esta vindo carro nenhum ou que tenha tempo para fazer a manobra com segurança, e se ficar em dúvida que não vai conseguir passar, porque esta vindo algum carro, espere e faça a manobra com segurança.

________________________________________________________________________


E quando a situação é favorável, como na imagem acima, aí a coisa fica mais fácil pois teremos espaço de sobra para fazer a manobra sem se preocupar, porque aqui a rua é larga e o carro estacionado não atrapalha.
  1. Sinalize a manobra, cuide do trafego dos carros na via transversal, local de sua manobra, e também veja como esta o contra fluxo, que dependendo, terá que aguardar.
  2. Os veículos que chegarem atrás de você, não entre em pânico, pois terão que te aguardar.
  3. Realize a manobra cuidando para não bater ou passar muito próximo do carro estacionado, e cuide para não fazer um "caracol" na trajetória que deverá seguir, veja imagem acima.
Segue aí mais uma dica para vocês, e tome cuidado com estas situações para não fazer na prova, pois o resultado pode ser de reprovação.